live_tvINSCREVA-SE NO REMADOR TV
Google News Siga o Remador no Google News
Google News Siga o Remador no Google News!

Brasília (DF) – A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, anunciou nesta sexta-feira (13/01) o novo presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Renováveis (Ibama) e da nova secretária Nacional de Povos e Comunidades Tradicionais e Desenvolvimento Rural Sustentável do Ministério do Meio Ambiente (MMA). 

Continua depois a Publicidade

No Amazonas, Marina Silva nomeou o parintinense Joel Bentes de Araújo Filho, como novo Superintendente substituto da Superintendência, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, no Estado do Amazonas, durante os afastamentos, impedimentos legais ou regulamentares do titular e na vacância do cargo.

A nomeação de Joel Araújo foi publicada nesta segunda-feira, 16 de janeiro de 2023 no Diário Oficial da União. Ele entrar no lugar de Cícero Irisvam Furtado de Souza, que foi dispensando do cargo, pela portaria N° 13, assinado pela Ministra Marina Silva, de 11 de janeiro de 2023. 

Para a presidência do Ibama, o indicado é o deputado federal Rodrigo Agostinho (PSB-SP), escolhido pela sólida formação técnica e destacada atuação na área ambiental. Ele é biólogo, ambientalista e advogado. Possui, ainda, mestrado em Ciência e Tecnologia com ênfase em Biologia da Conservação e vários cursos de especialização e pós-graduação. Agostinho foi membro titular do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) por mais de 10 anos e é membro da Comissão Mundial de Direito Ambiental da União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN).

Em comunicado pelas redes sociais, a ministra Marina Silva destacou o currículo robusto do parlamentar e sua relevante atuação em defesa da pauta ambiental no Congresso Nacional. O futuro presidente do Ibama afirmou que o desafio será enorme para reconstruir o órgão pelo país. “Após tantas perseguições, assédios e erros estratégicos, vamos exercer a racionalidade. Nosso trabalho terá como foco prioritário o combate ao desmatamento; o fortalecimento da gestão pública socioambiental; a modernização das nossas estruturas e a defesa intransigente do meio ambiente equilibrado”, antecipou Agostinho.

Para a Secretaria de Desenvolvimento Rural Sustentável do MMA, a indicada é Edel Moraes. Pertencente a comunidades extrativistas do Pará, Edel foi a primeira mulher a ser vice-presidente do Conselho Nacional das Populações Extrativista (CNS), por dois mandatos, e vice-presidente do Memorial Chico Mendes. Ela é doutoranda no Centro de Desenvolvimento Sustentável (CDSUNB), mestra em Desenvolvimento Sustentável junto aos Povos e Territórios Tradicionais, especialista em Educação do Campo, Desenvolvimento e Sustentabilidade e integra o Grupo de Estudos e Pesquisa da Amazônia.

A Secretaria de Desenvolvimento Rural Sustentável foi criada em 2007 para promover a transição sustentável do atual modelo de desenvolvimento agrícola e rural do país. 

Instagram Box
×

Siga-nos no Instagram e fique por dentro das últimas notícias!

message Siga Agora!
Share.

Diretor de Jornalismo | MTB 1697/AM | E-mail: jornalismo@remador.com.br Especializado em Política com cobertura dos bastidores da polítca no Amazonas.

Google News Siga o Remador no Google News!